quarta-feira, 21 de julho de 2010

Guarde as boas lembranças e jogue fora as futilidades!

Você já percebeu que na vida podemos estar bem, e logo em seguida, por motivos que ignoramos, o mau humor impera sobre nossa cabeça, que o primeiro pensamento que vem é que sempre fomos infelizes, o que não é verdade.

Temos essa mania, essa instabilidade, e o que nos leva a pensar dessa forma? Bom primeiro é preciso dizer que temos desejos fúteis que quando não são realizados, temos essa sensação de fraqueza, e logo, o desprezo pelo bom humor. A cada momento parece que nos chega mais e mais futilidades, nos deixando supostamente maravilhados, mas devemos tomar cuidado, e começarmos a atribuir valor às coisas que realmente importa. Em segundo lugar podemos dizer que nós somos colecionadores de sensações ruins, sempre, de um modo geral, estamos presos às sensações dos tempos que as coisas não estavam tão boas. Mas por que não usar nossa mente para o contrário, nos agarrar às coisas que realmente importa, e ter mais lembranças boas?




Então vamos a algumas dicas pra tornar isso eficiente:
Quanto às futilidades, faça uma lista de seus hábitos, e em seguida dê notas de zero a dez a elas de acordo com a importância. Isso mesmo, pegue seus hábitos, aqueles que vão desde horas na internet, conversas no MSN, passeio pelo orkut, passear com o cachorro, tratar dos peixes, pegue tudo em uma lista e na frente de cada item coloque as notas quanto à importância. Zero para menos importante e dez para mais importante.

Com essa classificação você poderá aplicar a regra de Pareto, que não vou entrar em detalhes aqui, e começará a focar naquilo que é mais importante. Faça isso com freqüência e verá como seu rendimento será bem melhor, e não apenas nas futilidades, se começar a fazer isso nas coisas importantes o seu foco será aperfeiçoado e chegara à eficiência com facilidade. Mas e as futilidades? Eu digo que elas estão em seus hábitos, essa classificação é pra você reconhecê-las e com isso você as tratará com menos importância.

Agora, com relação às sensações ruins, ou as más lembranças, eu volto a sugerir uma lista, mas dessa vez não uma lista com as lembranças ruins e sim com as boas, crie o hábito de enumerar as boas sensações, recrie-as no papel, faça como num diário, escreva todas as sensações boas do dia, descreva aquele doce que sua avó fazia aqueles encontros de família e que todos davam risadas, conte a você mesmo, provavelmente você não terá coragem de mostrar esse diário à turma do futebol, mas faça pra você, não se importe com a forma que você escreve, se escreve com dificuldade ou não, apenas faça a sua lista de sensações boas, e atualize sempre. Isso é importante, pois nos traz o hábito de encarar a vida de forma diferente. Detalhe, lembrar das sensações boas do passado é tão importante quanto lembrar do presente, então para isso eu sugiro você ter duas lista, uma para anotar as do passado e outro para entrar as que são de agora, ou sensações mais “perto” de você.

Depois com as duas listas prontas será muito fácil buscar informações a respeito de seu estado mental. Se estiver alegre satisfeito por algum motivo, ótimo escreva na lista de sensações, se está ruim leia. E desse jeito seu humor voltará ao normal por que começará a se lembrar das coisas boas que tem vivido e você perceberá que essas coisas boas são tão simples que é fácil repeti-las.


O que está esperando comece a escrever!

2 comentários:

  1. BLOG besta !!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Amigo, seu comentário é importante, faço questão de publicá-lo, para mostrar a todos o que tem a dizer!

    Se acaso um dia apreciar algo, volte aqui e nos conte o que foi e como foi.

    Mais uma vez obrigado!

    ResponderExcluir